/ / News

Eduardo Mercer’s just produced a Brazilian Portuguese fan-translation of my story Printcrime — making five translations in total (as well as two audio adaptations, a mini-comic and some wicked 3D fan-art). For a 700 word story, it’s sure attracted a lot of attention and fan activity!

Os tiras destruiram a impressora do meu pai quando eu tinha oito anos. Eu me lembro do cheiro quente de rolopack no microondas, do olhar de concentração furiosa do papi enquanto ele a enchia de geleca fresca e da sensação de recém tirado do forno dos objetos que saíam dela.


Os tiras entraram brandindo os cacetetes, um deles lendo o mandato através de um megafone. Um dos clientes do papi tinha vendido ele. A polícia pagou em drogas de alto nível – anabolizantes, suplementos de memória, aceleradores metabólicos. O tipo de coisa que custa uma fortuna na farmácia; o tipo de coisa que você pode imprimir em casa, se não se importar com o risco da sua cozinha se encher de corpos grandes e musculosos com cacetetes balançando no ar acertando tudo e todos em seu caminho.

Printcrime – Copie esta história

3 Responses to “Printcrime in Portuguese”

  1. William Gibb

    Cory,

    Its getting attention because its a good story – one I try to recommend to people.

  2. M. Abrantes

    I’m portuguese from Portugal, and, as you probably know, portuguese from Brasil sounds somehow different. The part of the translation “com o risco da sua cozinha se encher de corpos grandes e musculosos com cacetetes balançando no ar acertando tudo e todos em seu caminho”, seems like an excerpt of a porno story.

Leave a Reply